Página Inicial

Ginástica Artística Masculina

Definição

"A Ginástica Artística é uma das modalidades esportivas mais antigas e populares do programa olímpico. É um desporto que se distingue pela grande variedade de movimentos artificiais, dinâmicos ou estáticos de difícil coordenação, executados em condições especiais: nos aparelhos, onde o nível dos ginastas é avaliado por um grupo de juízes, conforme os critérios de dificuldade do programa a composição e a qualidade de execução" (SMOLEVSKY, 1996).

Aparelhos

As competições oficiais envolvem seis provas masculinas e quatro femininas, realizadas conforme uma ordem a ser seguida, chamada de "ordem olímpica".

Provas:

I - Solo: dura entre 50 e 70 segundos e não possui acompanhamento musical, realizada em um tablado de 12x12 metros;

II - Cavalo com alças: está a 1,05 m do solo e tem 1,60 m de comprimento, onde se executam movimentos contínuos de círculos e tesouras, sendo que somente as mãos do ginasta podem tocar o aparelho;

III - Argolas: estão a 2,55 m do solo, onde o ginasta executa movimentos estáticos na vertical ou horizontal, sendo que as argolas devem sempre permanecer paradas;

IV - Salto sobre o cavalo: após as Olimpíadas de Sidney em 2000, o cavalo antigamente utilizado passou por uma transformação anatômica devido ao grau de dificuldade dos exercícios, passando a ser chamado de mesa de salto, com as seguintes dimensões de 1,20 X 0,90 m ficando a 1,35 m do solo, sendo que todos os saltos devem ser executados com repulsão em ambas as mãos sobre a mesa;

V - Paralelas Simétricas: estão a 1,75 m do solo, durante a execução da prova o ginasta deve executar movimentos de maior dificuldades quando ambas as mãos não estejam em contato com as barras;

VI - Barra Fixa: está a 2,55 m do solo, durante a execução da prova o ginasta deverá manter-se em constante movimento, que variam de giros a mortais retornando a barra.

Origem da Ginástica Olímpica

A Ginástica da era moderna surgiu no final do século XVIII, incentivada por grandes precursores como Johann Christoph, Guts Muths, Jean Basedow e o grande Friederich Jahn.

1811 - Criam-se as sociedades ginásticas por Friederich Jahn;

1824 - Iniciou-se a Ginástica no Brasil, principalmente no sul onde as colonizações alemãs trouxeram consigo a prática da mesma;

1858 - È fundada a Sociedade Ginástica de Joinville, a mais antiga do Brasil ainda em funcionamento;

1896 - I Jogos Olímpicos da Era Moderna, somente os homens participavam na Ginástica Olímpica;

1928 - IX Jogos Olímpicos em Amsterdã, primeira participação das mulheres na modalidade;

1951 - I Campeonato Brasileiro de Ginástica, e o Brasil filia-se a Federação Internacional de Ginástica;

1974 - O Brasil leva pela primeira vez uma equipe feminina no Campeonato Mundial da Bulgária;

1980 - Primeira participação do Brasil nos Jogos Olímpicos de Moscou;

1992 - Luiza Parente consegue a melhor colocação do Brasil até então, nos Jogos Olímpicos de Barcelona;

1999 - Com a 17a. colocação no Campeonato Mundial em Pequim o Brasil consegue classificar duas ginastas para as Olimpíadas de Sidney;

2000 - Nas Olimpíadas de Sidney, Daniele Hypólito consegue uma surpreendente 21° colocação;

2001 - Daniele Hypólito consegue a primeira medalha do Brasil em um mundial, ficando com a terceira colocação no solo;

2003 - Daiane dos Santos executa um exercício de alto grau de dificuldade no solo, que recebe seu nome "Dos Santos" pela Federação Internacional de Ginástica e ganha a primeira medalha de ouro para o Brasil em um Mundial, ajudando a equipe brasileira a conseguir uma oitava colocação, podendo assim pela primeira vez levar uma equipe completa para os Jogos Olímpicos da Grécia em 2004.

FGSC Federação de Ginástica de Santa Catarina
Rua Floriano Peixoto, 89 – Sala 02 – 1ª andar – CEP 89010-500
Fone/fax: (47) 3222-2814 - Blumenau / SC

Parceiros
Copyright © 2005 - 2016. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela FV SOLUÇÕES